Presos do AM vão para presídio onde está Zé Roberto, em MS

A organização criminosa comandada por “Zé Roberto da Compensa” é apontada como responsável pela chacina que matou presos no AM. Fotos: Sandro Pereira e Arquivo/DA

O presídio de segurança máxima é o mesmo onde está preso o narcotraficante e líder da facção criminosa responsável por mortes em presídios de Manaus

Jucélio Paiva | d24am.com

Manaus – Os dezessete presos suspeitos de comandar o massacre, que terminou na morte de 64 detentos de presídios do Amazonas, foram transferidos para o Presídio Federal de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul. O presídio de segurança máxima é o mesmo onde está preso, atualmente, o narcotraficante e líder da facção criminosa Família do Norte, José Roberto Fernandes Barbosa, o “Zé Roberto da Compensa”, conforme informações de agentes da Polícia Federal, repassadas à REDE DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO.

A organização criminosa comandada por “Zé Roberto da Compensa” é apontada como responsável pela chacina que terminou na morte de 60 presos, a maioria decapitada, Complexo Penitanciário Anísio Jobim (Compaj) e na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), nos primeiros dias deste ano.

O grupo chegou por volta das 17h (15h – em Manaus), em Campo Grande. Os dezessete presos foram transferidos, no início da tarde desta quarta-feira (11), em um avião da Polícia Federal (PF), que decolou do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, na zona oeste de Manaus.

Após a chegada em Campo Grande, os detentos foram escoltados em duas vans para o presídio federal. Nos próximos 15 dias, eles devem passar por procedimentos de triagem no presídio.

você pode gostar também