Procuradora-geral de Coari assume prefeitura após prisão de Adail Filho

Com efeito imediato, medida tem prazo indeterminado. Investigado pelo MP-AM em esquema de corrupção, prefeito foi preso na quinta-feira (26).

A procuradora-geral Laura Macedo Coelho é quem vai assumir a gestão da Prefeitura de Coari. A mudança acontece após a prisão do prefeito Adail Filho durante a Operação Patrinus nesta quinta-feira (26). Ele é suspeito de participar de um esquema de corrupção que teria movimentado mais de R$ 100 milhões.

A assessoria de imprensa da prefeitura informou que a medida tem efeito imediato, por prazo indeterminado. Laura é advogada, formada pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e assumirá todas as prerrogativas da função.

De acordo com a Operação Patrinus, Adail Filho pode estar envolvido em fraudes e beneficiamento de empresas em processos licitatórios da Prefeitura de Coari. A investigação constatou que alguns destes empresários contribuíram na campanha de Adail durante as eleições de 2016.

Nesta quinta-feira (26), o Ministério Público do Amazonas (MP-AM) expediu 70 mandados de busca pessoal e de busca e apreensão, cumpridos em domicílios, órgãos públicos e em sedes de empresas. A irmã de Adail, deputada Mayara Pinheiro, também é investigada pela operação.

Além do prefeito, outras três pessoas foram presas pela operação: o sargento da PM e assessor do prefeito Fernando Lima, o sócio de uma redes de supermercados em Manaus, Alexsuel Rodrigues, e o vereador e presidente da Câmara Municipal de Coari (CMC), Keiton Batista.

Com informações do g1

você pode gostar também