Professores e alunos se despedem da gestora da escola Álvaro Maia vítima da Covid-19

Foto: Gilson Almeida.

Gilson Almeida | 24 Horas
[email protected]

Parintins (AM) – Com muita tristeza professores e alunos da Escola Estadual Senador Álvaro Maia, em Parintins, se despediram na tarde de hoje da professora e gestora do educandário Jacilene Oliveira que faleceu no domingo, 1° de novembro, de Covid-19, no Hospital São Lucas, em Manaus.

O corpo da professora chegou em Parintins por volta das 15h desta segunda-feira (2) e foi conduzido pelo carro do Corpo de Bombeiros até a Escola Estadual Senador Álvaro Maia, situada na Av. Amazonas, Centro, e na casa dos familiares na Rua Armando Prado, bairro São Benedito.

Foto: Gilson Almeida.

Na escola colegas de profissão confeccionaram cartazes e discursaram mensagens de carinho e de despedida. Alguns alunos da escola também se fizeram presente para dar o último adeus à professora Jacilene Oliveira.

Foto: Gilson Almeida.
Foto: Gilson Almeida.
Foto: Gilson Almeida.

A aluna do 9° ano, Élida dos Santos Silva, de 15 anos, conta que para ela foi muito difícil de receber a notícia sobre o falecimento da gestora Jacilene. “Eu recebi a notícia do falecimento dela de última hora e pra mim foi muito difícil aceitar porque eu, como aluna da escola em que ela era gestora, fiquei muito triste por conta que ela era uma pessoa que não tinha o que falar mal. Ela era uma pessoa muito meiga, carinhosa e conselheira. Ela era uma pessoa que sempre gostavam de tê-la por perto”, falou a estudante.

Suely de Azevedo dos Santos, de 13 anos, estudante do 7° ano, relata que foi uma grande perda para a escola porque a gestora Jacilene se preocupava com as pessoas do educandário e era sempre simpática com as pessoas. Ela conta ainda que a notícia de seu falecimento foi inesperado para todos os alunos da escola. “Ela não foi só gestora, ela foi também como uma mãezona para a escola. Todo mundo gostava dela, até as pessoas que não eram muito próximas. Ela foi uma pessoa que conheci e logo percebi que ela era uma ótima pessoa. Ela era como uma segunda mãe para todo mundo”, disse Suely.

Já na casa dos familiares, a professora Jacilene Oliveira também também recebeu uma homenagem do boi para qual torcia, o Boi Garantido.

Foto: Gilson Almeida.
você pode gostar também