Projeto ambiental realiza soltura de quelônios na Comunidade Macurany

Foto: Gilson Almeida.

Gilson Almeida | 24 Horas
[email protected]

Parintins (AM) – Na manhã de sábado, 23, foi realizado a soltura de quelônios na Comunidade Macurany, área suburbana de Parintins. A ação comunitária é feita em parceria com o projeto Pé de Pincha da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), coordenada pelo biólogo Odirley Souza, morador da localidade. No total foram soltos cerca de 140 filhotes de trajá em diferentes locais da comunidade.

Odirley Souza. Foto: Gilson Almeida.

O projeto é realizado aproximadamente há 20 anos e conta com cerca de 20 pessoas e mais contribuintes.

Os ovos de tracajá são coletados na própria comunidade e os filhotes ficam no berçário aos cuidados dos agentes de três a quatro meses, mas está sendo estudado uma forma de diminuir esse tempo para que os pequeninos não tenham dificuldades ao retornarem ao seu habitat natural.

O projeto tem como objetivo preservar o repovoamento de tracajás nos lagos do Macurany e conscientizar a população sobre a conservação ambiental.

A cada soltura é feita uma crítica e esse ano os agentes ambientais destacam o desmatamento que está havendo na Cabeceira do Macurany. “É outro local onde você tem um ecossistema típico e infelizmente devido o alto grau de ocupação humana acaba devastando esses locais. Então a gente ressalta a importância de nós conservarmos esses locais. Ali você tem ariranhas que próximo de Parintins você dificilmente encontra. Esse é o local que nessa época a gente consegue encontrar pirarucu com filhote. Então se continuar esse desmatamento esse animais vão se afastar”, enfatizou Odirley.

Foto: Gilson Almeida.

A soltura dos quelônios que normalmente tem a presença marcante dos moradores, esse ano devido a pandemia do novo coronavírus foi mais restrita para evitar aglomeração de pessoas.

você pode gostar também