Qualidade de vida e trabalho: gestão de Jender Lobato revitaliza patrimônios do Caprichoso

Na gestão de Jender Lobato e Karu Carvalho, o Boi Caprichoso conseguiu investir nos próprios bens azulados, valorizar o artista e intensificar a participação do sócio torcedor. Galpão central, Curral Zeca Xibelão, Escola de Arte Irmão Miguel de Pascalli e Galpão de fantasias são destaques nesta revitalização do patrimônio Caprichoso. Uma iniciativa de construir um boi forte que proporcione maior bem-estar à nação azul e branca. A ideia é potencializar o artista, construindo espaços agradáveis e seguros.

Hoje o Curral Zeca Xibelão tem nova estética, funcionalidade, segurança e abraça o torcedor azulado. O local foi restaurado em seus diversos espaços como palco, áreas de convivência, camarins, banheiros, stands, salas administrativas, praça, camarotes e bar. Uma estrutura pensada para dar comodidade ao público. “Nos preocupamos em fazer um boi vencedor dentro e fora da arena. Enquanto não tínhamos Festival, nos dedicamos ao máximo em trazer de volta dignidade ao povo Caprichoso com ações sociais, serviços e, de forma especial, revitalizar o patrimônio do Boi, o patrimônio da nossa nação. Entendemos que precisamos cuidar bem da nossa gente, dos nossos bens e, assim, ser vencedor de verdade”, destacou o presidente Jender Lobato.

O galpão de alegoria também recebeu atenção na gestão de Jender Lobato. Um cuidado especial voltado para a segurança do artista. Equipamentos de Proteção Individual (EPI), rotas de fuga, espaços limpos, instalação adequada de sistema de energia elétrica e uma série de melhorias voltada para que o trabalhador possa desenvolver seu talento no mais alto patamar possível. “Essas reformas dos galpões possibilitam ao artista uma melhor qualidade de trabalho, visto que, ele está num ambiente de qualidade e isso é muito vantajoso, tanto para o artista que tem uma melhora no seu local de trabalho, quanto para o boi que com certeza vai ter um resultado muito melhor na arena. Essas reformas, esses investimentos que estão sendo feitos nos galpões do boi Caprichoso com certeza estão sendo bem favoráveis”, afirmou o artista de ponta do Caprichoso, Alex Salvador.

No galpão de fantasias atuam mais de 60 trabalhadores como costureiras, soldadores, aderecistas, figurinistas, serviços gerais, vigilantes e administrativos. O local passou por grandes transformações com ações como limpeza geral, pintura, restauração do sistema elétrico, instalação de instrumentos e medidas de segurança. “Isso ajuda bastante por conta da melhor qualidade de trabalho dos artistas que entraram em galpão. É a qualidade humana de trabalho. Assim, eles podem trabalhar mais felizes, mais à vontade. O presidente fez a reforma e com certeza a gente tem uma segurança melhor”, destacou a diretora do galpão de fantasias, Yasmin Amorim.

A recuperação dos patrimônios do Caprichoso é uma política de trabalho que vai continuar o ano todo. Para o presidente do Conselho de Arte, Erick Nakanome, os projetos de revitalização são pensados para valorizar ainda mais os bens da nação azul e branca e proporcionar bem-estar ao artista, ao torcedor e a todos que visitam o Boi. “É o Caprichoso novamente se dignificando, colocando os espaços dos seus trabalhadores, dos seus brincantes e torcedores com um caráter de mais de dignidade. É maravilhoso entrarmos nos espaços do boi e ver os ambientes pintados, organizados, limpos e higienizados. Dando uma cara nova para apagar também aquele período desagradável de dor e problemas que nós tivemos durante o período da pandemia. Cuidar do patrimônio do Caprichoso é cuidar do próprio Caprichoso e, consequentemente, das pessoas que tornam e formam o Boi”, destaca Nakanome.

você pode gostar também