-Publi-A-

Quarteto é preso por matar e enterrar homem que entregou traficante para polícia

Suspeitos foram apresentados em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (Foto: Patrick Marques/G1)

Dois homens foram presos, na quarta-feira (25), suspeitos de participarem da morte de um homem encontrado enterrado na Comunidade União, bairro Parque 10, Zona Centro-Sul de Manaus. O corpo só foi encontrado após a prisão de dois outros suspeitos, em março. Oito pessoas ainda são procuradas pelo crime.

Segundo a delegada Catarina Torres, da Delegacia Especializada de Ordem Política e Social (Deops), as investigações em torno do caso tiveram início no dia 29 de janeiro, após um irmão da vítima registrar o desaparecimento. Durante as investigações, foi constatado que ele estava envolvido com o tráfico de drogas na comunidade.

Ao todo, 13 pessoas foram identificadas como participantes de uma organização criminosa que atua no tráfico de drogas na área. Entre elas, apenas uma não teve participação na morte do homem.

Segundo o o delegado Guilherme Torres, diretor do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), a vítima foi morta pelo grupo porque teria entregado um dos participantes para a polícia. O corpo foi encontrado em uma área de mata, conhecida como “Buritizal”.

“O que sabemos é que o homem que foi morto foi levado até o local juntamente com o grupo. Eles disseram que ele iria fazer parte do tráfico junto com eles e seria anunciado. Ao chegar lá, eles o mataram, pois ele teria entregado um dos membros da organização para a polícia, que teria sido preso”, disse.

Prisões

Três suspeitos de participar da organização criminosa foram presos em março. Entre eles, um não tinha envolvimento com a morte e foi liberado. As investigações em torno do caso continuaram para que os outros envolvidos fossem presos.

Uma operação foi realizada no bairro nesta quarta-feira (25), no intuito de prender outros suspeitos. Na ocasião, policiais militares abordaram homens em um carro, no bairro Parque 10, na Zona Centro-Sul de Manaus. Eles tentaram fugir, mas um dos suspeitos foi preso, conforme conta o tenente Tales Renan, da 30º Companhia Interativa Comunitária (Cicom).

“Vimos o carro com pessoas em atitude suspeita. Ligamos a sirene e eles se evadiram. Na Avenida das Torres, eles perderam o controle e subiram um divisor de pista e três homens saíram em rumos diferentes. Perseguimos e prendemos um deles. O reconhecemos, pois é um velho conhecido nosso. Sabemos que ele tem envolvimento com o tráfico, mas nunca havíamos o prendido em abordagens anteriores por não ter nada ilícito nos momentos”, explicou.

O homem foi encaminhado para o 12° Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Outro suspeito já estava preso no Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), por um crime de homicídio. Um mandado de prisão em nome dele foi cumprido por conta da morte na Comunidade da União.

Os dois homens que tinham sido presos em março e os dois presos nesta quarta-feira (25), foram apresentados em uma coletiva de imprensa, na Delegacia Geral. Eles não quiseram comentar sobre o crime.

Os homens devem responder pelos crimes de homicídio qualificado, ocultação de cadáver e organização criminosa. Outros oito suspeitos seguem foragidos e a Polícia Civil deve continuar as investigações para efetuar as prisões.

Com informações

você pode gostar também