-Publi-A-

Quase 500 escolas de Manaus têm aulas suspensas por greve de caminhoneiros

Caminhoneiros mantêm protesto contra alta do diesel em estrada no Distrito Industrial de Manaus (Foto: Ruthiene Bindá/Rede Amazônica)

A Prefeitura de Manaus decretou ponto facultativo nesta sexta-feira (25) por conta da greve de caminhoneiros, que iniciou nesta quinta (24) no Amazonas. Por conta da paralisação, os postos de combustíveis da capital pararam de ser abastecidos. Com o ponto facultativo, as 499 escolas da rede municipal de Educação, mais prédios administrativos da Secretaria Municipal de Educação (Semed), não funcionarão. As aulas para os 238 mil alunos da rede serão repostas em calendário especial, ao longo do ano.

No Decreto, que será publicado ainda nesta noite, no Diário Oficial do Município (DOM), o prefeito delega competência para que cada secretaria mantenha o funcionamento conforme atividades essenciais, obedecendo, ainda, aos critérios de oportunidade e relevante interesse público.

“É uma medida de contenção para que os serviços públicos não sejam totalmente paralisados. Manaus, assim como as demais cidades do Brasil, está buscando alternativas para manter a ordem em mais essa crise na economia do país”, disse Arthur Neto, prefeito de Manaus, por meio de assessoria.

Rota de ônibus limitada

Conforme nota emitida pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), a frota do transporte irá operar parcialmente na sexta-feira (25).

As empresas não terão como operar a partir de sábado (26), por conta da falta de combustível para abastecer os ônibus do transporte coletivo.

Ainda de acordo com o Sindicato, as empresas estão fazendo um levantamento no estoque de combustível e irão passar as informações para a Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU). Atualmente o transporte coletivo opera em 229 linhas, com 1.258 carros.

Saúde limita atendimento

Na Saúde, apenas atendimentos de urgência e emergência pelo SAMU 192 Manaus e a Maternidade Moura Tapajóz estarão funcionando.

Os demais serviços e atendimentos da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) serão suspensos durante o ponto facultativo. As consultas, exames e procedimentos agendados pelo SisReg serão transferidas para datas a serem informadas posteriormente aos interessados.

Secretarias fechadas

As secretarias municipais não terão atendimento ao público. A Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel) informa que a vacinação contra a Influenza e Sarampo, programada para ocorrer nesta sexta-feira, 25/5, na Minivila Olímpica do Coroado, foi adiada para futura data.

Greve no Amazonas

Um grupo de caminhoneiros em Manaus segue paralisado em protesto contra aumentos no preço do diesel. O ato ocorre na principal via que dá acesso para as distribuidoras de combustíveis no Distrito Industrial de Manaus, desde as 5h desta quinta-feira (24).

Os caminhoneiros estão concentraram na Estrada do Marapatá, via da Zona Sul que dá acesso terrestre de três distribuidoras de combustíveis privadas e da Base de Manaus da Petrobras Distribuidora. Por volta das 13h30, eles pemaneciam no local.

Postos

Sem combustível, alguns postos de Manaus começaram a fechar no início da noite. A equipe de reportagem do G1 percorre as zonas da cidade para fazer um levantamento dos postos que encerraram o funcionamento em função do desabastecimento.

Até as 21h, foram fechados postos nos seguintes pontos:

  • Avenida Coronel Teixeira, na Ponta Negra, Zona Oeste, ao lado de uma casa de festas;
  • Avenida Laguma, Belverede, Zona Centro-Oeste, em frente a uma empresa de transporte;
  • Avenida Djalma Batista, Chapada, Zona Centro-Sul, ao lado de um supermercado;
  • Boulevard Álvaro Maia, Adrianópolis, Zona Centro-Sul;
  • Avenida Darcy Vargas, Chapada, Zona Centro-Sul, ao lado de um shopping;
  • Avenida André Araújo, próximo à rotatória;
  • Rua Maciano Armond, bairro São Francisco;
  • Avenida Duque de Caxias com Rua Tarumã, bairro Cachoeirinha;

Com informações do g1

você pode gostar também