-Publi-A-

Raí Cardoso e Everaldo Batista são inocentados pela justiça de Parintins no caso da gasolina

A 1ª Vara Criminal da Comarca de Parintins, em sentença assinada pelo juiz Fábio César Olintho de Souza, inocentou nesta manhã de sexta-feira, dia 22, os vereadores afastados Raimundo Teixeira Cardoso Filho (PMDB), o “Cabeça”, e Everaldo Silvério Batista Coelho (Pros), que é o presidente da Câmara Municipal, no caso da venda de combustível.

Ambos os vereadores estavam afastados das suas funções desde março por decisão judicial e da Câmara Municipal de Parintins, e respondem a processo na Justiça acusados pelo Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) de falsidade ideológica, estelionato e peculato.

“Cabeça” teria falsificado documento e repassado o auxílio-gasolina concedido aos vereadores, no valor de R$ 10 mil, a uma terceira pessoa de Parintins. E não teria cumprido o acordo de entregar o combustível, o que motivou a denúncia do enganado.

O crime teria sido cometido com o conhecimento e participação do presidente da Câmara, Everaldo Coelho, que ficou inocentado de todas as acusações.

A Justiça, contudo, recomenda que a Câmara casse o mandato do vereador “Cabeça” pelo crime de peculato, por empregar em seu gabinete uma funcionária fantasma, que recebia salário sem trabalhar.

“Cabeça” disse ao BNC que reassume sua cadeira na Câmara na segunda-feira, no mesmo dia em que entra com um recurso de apelação no Tribunal de Justiça.

Fonte: BNC

.

você pode gostar também