Rede de proteção faz manifesto pelo Dia Nacional de Combate a Violência Sexual de Crianças e Adolescentes

Foto: Gilson Almeida.

Gilson Almeida | 24 Horas
[email protected]

Parintins (AM) – Em Parintins, membros do Conselho Tutelar, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Defensoria Pública e da Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho e Habitação (Semasth), fizeram um manifesto simbólico durante a pandemia do novo coronavírus pelo dia 18 de maio, Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A ação ocorreu na manhã de hoje em frente a Catedral de Nossa Carmo.

Foto: Gilson Almeida.

O conselheiro tutelar, João Maurício, destaca que o número de denúncias diminuíram durante a pandemia devido as escolas e programas sociais em que as crianças e adolescentes participam e obtêm informações dos índices de violência não estarem funcionando. Desta forma a campanha que completa 20 anos foi usada para o chamado da sociedade para esta problemática. “Enquanto há essa necessidade de estarmos em isolamento social a nossa preocupação se reforça ainda mais porque as nossas crianças não tem a oportunidade de denúnciarem muitas vezes e o abuso e exploração sexual acabam acontecendo principalmente no anseio familiar. Então é a hora de estarmos unidos e nós dizermos não a qualquer tipo de violência contra a criança e adolescente, discarmos 100 e fazer parte dessa luta”, destacou.

Foto: Gilson Almeida.

A presidente do CMDCA, Joelilce Trindade, garante que o órgão e as demais redes de proteção estão fazendo o monitoramento dos casos em Parintins e orienta a família a ter atenção nas mudanças de comportamento das crianças e adolescentes pois pode ser um sinal que eles estejam sofrendo algum tipo violência. “Durante essa pandemia as nossas crianças ainda ficam muito mais vulneráveis. Então peço a população parintinense que contribua. Se você souber de algum caso de crianças que estejam passando por essa situação denuncie porque quando você se cala, sabe do crime e não denuncia você é conivente com essa situação. Então é um momento de reflexão de combate a essa problemática que assola a nossa sociedade”, pontuou.

Foto: Gilson Almeida.

Durante a manifestação os participantes apresentaram faixas e cartazes de conscientização respeitando o distanciamento mínimo entre as pessoas e utilizando máscaras para evitar o contágio da Covid-19.

você pode gostar também