-Publi-A-

Repórteres da Rádio Difusora do Amazonas são intimidadas durante fiscalização eleitoral

Um dos cabos eleitorais intimidou a equipe questionando o motivo da cobertura. Foto: Thaís Gama (Central de Jornalismo)

A equipe de jornalismo da Rádio Difusora do Amazonas, nas pessoas de Larissa Balieiro e Thais Gama, foram intimidadas e ameaçadas enquanto acompanhavam mais uma edição da Fiscalização da comissão de propaganda do TRE no último sábado (24) por volta das 12h. Na ocasião cabos eleitorais do candidato a vereador pelo PMDB, Dallas Filho questionaram o registro das fotos que elas faziam e por qual motivo faziam uma vez que, segundo eles, estava tudo regular na propaganda deles. Não satisfeitos com a resposta das jornalistas um deles, não identificado ate o presente momento, parou para tirar fotos delas e dizia que “era pra saber quem era quem”. Em seguida, outro cabo eleitoral foi ate o carro da reportagem, fez fotos e se dizia advogado alegando que “não ficaria assim” e que elas estavam invadido a privacidade deles.

A grande questão é que, Larissa e Thais acompanhavam a Fiscalização acompanhadas e autorizadas como qualquer veículo de comunicação, pelo Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas pelo sexto sábado consecutivo. A situação aconteceu na Avenida Max Teixeira, na zona Norte e no momento do ocorrido a propaganda do candidato a vereador Dallas Filho infrigia as leis de propaganda como carro de som sem documentação ambiental, adesivagem incorreta e com bandeiras anexadas ao veículo, conforme relato dos próprios fiscais que notificaram os cabos eleitorais.

Outro cabo eleitoral se dizia advogado e fez ameaçada a equipe Outro cabo eleitoral se dizia advogado e fez ameaçada a equipe. Foto: Thaís Gama (Central de Jornalismo)
Outro cabo eleitoral se dizia advogado e fez ameaçada a equipe
Outro cabo eleitoral se dizia advogado e fez ameaçada a equipe. Foto: Thaís Gama (Central de Jornalismo)

Desta maneira, informamos o ocorrido e lamentamos que a liberdade de expressão tenha sido alvo de ameaça uma vez que Larissa e Thais apenas faziam o trabalho delas enquanto jornalistas. O fato foi comunicado para o coordenador da Fiscalização de propaganda, Fueden Sêmen, que acompanha as meninas no sábado mas que não viu o ocorrido uma vez que realizou a notificação e se dirigiu ao carro para dar continuidade a Fiscalização e também foi feito registro de Boletim de Ocorrência uma vez que houve ameaça verbal. Vamos continuar acompanhando todas as fiscalizações do TRE do Amazonas e levando a sociedade amazonense a forma que os políticos levam suas propagandas para as ruas.


Central de Jornalismo Radio Difusora

você pode gostar também