-Publi-A-

Rodovia Odovaldo Novo vai ganhar mais de 500 metros de sistema de drenagem

Foto: Eldiney Alcântara.

O trecho da rodovia Odovaldo Novo, próximo ao bairro Pascoal Allagio, está interditado pela Prefeitura de Parintins para instalação de um sistema de drenagem de cerca de 520 metros de extensão. O trabalho iniciado no último fim de semanaé coordenado pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp). O projeto tem como objetivo escoar a água pluvial que normalmente acumula naquela área.

A via passa por uma escavação profunda para instalação de grandes tubulações de esgoto para a passagem da água. Tratores, caminhões, retroescavadeira e cerca de 20 trabalhadores atuam no local. A ação também vai se estender até a avenida Brasil, no Pascoal Allagio.

A obra recebeu vistoria do secretário de Obras, Albano Albuquerque. Segundo ele, o projeto de recapeamento contempla a drenagem dessas áreas. “O trabalho consiste numa drenagem profunda pra captar essa água da chuva que acumula aqui na entrada do Pascoal Allágio como também nos trechos da Odovaldo Novo”, informou.

O trabalho será realizado em cerca de duas semanas. Para dar mais segurança aos trabalhadores e à população que trafega no local, o trânsito foi desviado para a rodovia do Macurany. O coordenador da Empresa Municipal de Trânsito e Transporte, Diego Mascarenhas, esteve no local e orientou motoristas e pedestres. “Infelizmente algumas pessoas ainda estão insistindo em atravessar no meio das máquinas se movimentando. Isso é perigoso, você está colocando a sua vida em risco e a gente precisa que as pessoas entendam que o trabalho está sendo feito. Tem máquinas trabalhando, homens trabalhando, não dá paara ficar transitando aqui pelo meio. Para evitar qualquer tipo de problema, a gente isolou a área”, destacou.

Concluído o sistema de drenagem, a equipe de recapeamento asfáltico vai dar continuidade ao trabalho e levar o asfalto até a área conhecida como Curva da Morte, de onde segue para os bairros. Todo o serviço é realizado com recursos federais frutos de emendas dos senadores Omar Aziz e Eduardo Braga.

você pode gostar também