Rodrigo Maia e Rogério Rosso vão disputar o 2º turno da eleição para presidente da Câmara

O deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) discursa na tribuna do plenário - Ailton de Freitas / Agência O Globo / 13-7-2016

Sessão terá intervalo de uma hora antes do início no novo pleito

BRASÍLIA — Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Rogério Rosso (PSD-DF) vão para o segundo turno da eleição para presidente da Câmara dos Deputados. O candidato do DEM foi o mais votado com 120 votos. O candidato do PSD recebeu 106. Para ser eleito em primeiro turno, o candidato mais votado precisa obter metade mais um do total de votos (maioria absoluta). Como isso não ocorreu, a eleição foi para segundo turno com os dois candidatos mais votados. O mandato do novo presidente vai até fevereiro de 2017.

O presidente interino da Casa, Waldir Maranhão, determinou um intervalo de uma hora antes do início do novo pleito. O dois candidatos terão até 20 minutos para discursar e pedir voto na tribuna antes da segunda votação.

Primeiro candidato a discursar, o deputado Rodrigo Maia disse que a eleição para o mandato tampão, que dura só até fevereiro de 2017, é “anti-natural”. Ele pediu votos para ajudar o país a “navegar pelas tormentas” que ainda estão por vir e acenou aos partidos do campo da esquerda, dizendo que um bom presidente deve buscar o consenso.

— Uma Câmara fraca, imobilizada, refém da vontade de poucos faz a fraqueza de todos nós. Estarmos aqui hoje é anti-natural, trata-se de uma eleição atípica — ressaltou.

Um dos favoritos, o candidato Rogério Rosso afirmou em seu discurso que como o mandato é de apenas seis meses não é hora de “inventar a roda”.

— É um momento excepcional, atípico. Não será o momento de inventar a roda, mas de trabalhar com simplicidade, previsibilidade, estabilidade, voltando à normalidade dos trabalhos — disse.

Ele defendeu que a Casa procure sair unida do processo e sugeriu que todos os candidatos tirassem uma foto de mãos dadas.

O deputado Rogério Rosso (PSD-DF), candidato do centrão, discursa na tribuna - Givaldo Barbosa / Agência O Globo
O deputado Rogério Rosso (PSD-DF), candidato do centrão, discursa na tribuna – Givaldo Barbosa / Agência O Globo
você pode gostar também