Saindo do forno: CD do Garantido entra em fase final de produção

O novo disco deve ser lançado no início de abril, primeiro na Ilha Tupinambarana, depois na capital amazonense, ainda sem data definida (Evandro Seixas)

O CD do Boi Garantido de 2016 está saindo do forno. Como tema “Celebração”, o novo disco do Boi Vermelho e Branco, que teve pré-produção em Parintins, e está em processo de finalização em Manaus, deve ser lançado no início de abril, primeiro na Ilha Tupinambarana, depois na capital amazonense, ainda sem data definida. As 20 faixas-demo do novo álbum, porém, foram disponibilizadas na web e já circulam entre os torcedores.

Mas enquanto o material não é finalizado, o A CRÍTICA visitou o estúdio de gravação do Touro Branco em Manaus e bateu um papo com os produtores do disco – o coordenador musical Alder Oliveira, o compositor Paulinho du Sagrado e o membro da Comissão de Artes do Garantido Fred Góes, além do tecladista e arranjador, Benett Carlos. A expectativa, dizem eles, é de um álbum diverso e envolvente, com identificação direta com o item 19 – a galera.

“O Garantido vem muito forte com as toadas de galera (torcida) porque é um item do festival. Nas toadas de ritual, procuramos resgatar toadas com melodias mais simples, porém o simples não significa que é banal”, diz Alder Oliveira, que também fez as bases do violão para o disco.

“Espero resultado bem crescente em relação a ano passado, que foi muito bom. Este ano vai ser melhor ainda”, disse o coordenador musical, mostrando expectativa.

Com duas toadas no disco de 2016, a ritmada “Universo Tribal” e a imponente toada de ritual “Karajá Apocalíptco Inã”, o compositor Paulinho du Sagrado também tem boas expectativas para o álbum.

“O CD está sendo bem concluído, bem trabalhado e acredito que a Nação Vermelha e Branca vai se surpreender”, diz o compositor que tem mais de 120 canções gravadas em 45 anos de Garantido, mas não se considera uma “fábrica de toadas”. “É que eu componho quando a inspiração poética resolve me visitar”, poetiza.

Tradição x inovação

Em conversa com os produtores do CD Celebração Garantido 2016, a reportagem do A CRÍTICA aproveitou também para discutir o tema tradição X inovação, sempre presente no debate que relaciona a busca pela reinvenção artística sem deixar de lado as tradições folclóricas consagradas do Boi de Parintins.

Há 31 anos ligado diretamente ao Boi Garantido, Fred Góes trouxe novos elementos harmônicos no boi na década de 90, quando introduziu instrumentos andinos como o cuatro venezuelano e o charango na música folclórica amazonense.

Para ele, a criação artística não deve ter limites, mas a tradição serve como uma base sólida de referência.  “Há muita rejeição (de novos elementos no boi), mas a arte não tem limites. A tradição é muito importante, mas tradição pra mim tem um sentido claro: a tradição é essa dinâmica da busca do aperfeiçoamento. Ou seja, para se aperfeiçoar, tem que trazer aquilo que está lá atrás, carregar na sua algibeira pra você poder vir a se abarcar onde você está no momento. Então essa soma da tua ancestralidade é que te faz evoluir. Não pode evoluir sem ver tua ancestralidade. Vejo o saudosisto extramamente positivo, mas não com aquela coisa da tristeza. Você tem que ser saudosista, mas não triste, até pra você resgatar aquilo que você teve no passado”, disse Fred.

Luau com a Batucada

Os tambores da Batucada encarnada soarão, neste sábado (19) no flutuante IBIZA River Club, no Luau, que será exclusivamente ao som das toadas do Boi Garantido.

O evento começará às 15h e terá a presença do apresentador oficial do bumbá, Israel Paulain; além dos levantadores Leonardo Castelo e P.A Chaves.

De acordo com Marcelo Santos, um dos coordenadores da Batucada em Manaus, o evento tem tudo para ser um sucesso. “Unirá o som da Batucada com o por do sol à beira do rio. Com certeza os torcedores gostarão da festa, que pela primeira será realizada num flutuante”, enfatizou.

O diretor administrativo da casa, Jorge Miguel Pinheiro, falou que se tratava de um desejo antigo realizar uma festa de boi-bumbá a beira do rio. “Essa combinação tem tudo a ver com nosso ritmo, e nossa natureza”, completa. Os ingressos estão no valor de R$ 20 (antecipados) e R$ 10 (meia-entrada) e camarote (R$ 50 individual).

Serviço

O que é? Luau com a Batucada

Onde é? IBIZA River Club (estrada  da Praia Dourada, Ramal da Praia Dourada – Tarumã)

Quando é? Ne 15h

Quanto é? R$20 (antecipados) e R$10 (meia-entrada); camarote (R$50 individual)

Mais info: (92) 99510-2066 / (92) 99816-36975

você pode gostar também