Sasha, a jornalista que morreu para mostrar o que acontecia na Ucrânia

A jornalista ucraniana Oleksandra ‘Sasha’ Kuvshynova morreu na segunda-feira, num ataque junto a Kiev, junto com a equipe norte-americana da Fox News.

Oleksandra foi a terceira jornalista confirmada a ser morta no conflito, num ataque que matou também o cinegrafista Pierre Zakrzewski [à direita, na imagem acima] e feriu o correspondente da Fox News Benjamin Hall.

A morte da jornalista ucraniana foi a última a ser noticiada, ontem, mas nas redes sociais rapidamente proliferaram mensagens de homenagem.

Suzanne Scott, CEO da Fox News, afirma que a jovem ajudava a equipe norte-americana a reunir informações e a falar com fontes. “Era incrivelmente talentosa e passou semanas  trabalhando diretamente com a nossa equipe para assegurar que o mundo saberia o que se passava no seu país”, refere. 

O trabalho de Oleksandra está sendo enaltecido nas redes sociais.

 

“Como jornalistas no estrangeiro somos apenas isso: estrangeiros. Não seríamos nada sem os nossos colaboradores locais. Ao invés de fugir da guerra com as suas famílias, trabalham conosco para adicionar conteúdo fundamental para o mundo saber”, escreveu Ben Solomon, correspondente internacional da VICE News.

Os três jornalistas foram alvo de um ataque das tropas russas que atingiu o carro onde seguiam, rumo à cidade de Horenla, junto à capital ucraniana. A mulher, de 24 anos, não sobreviveu.

Oleksandra ‘Sasha’ KuvshynovaPierre Zakrzewski e Brent Reno são os três jornalistas vítimas do conflito que coloca a Ucrânia e a Rússia frente a frente desde o dia 24 de fevereiro e que a par destes profissionais já fez milhares de vítimas civis e militares.

 

Com informações do NPM

você pode gostar também
..