-Publi-A-

Secretário de turismo de Presidente Figueiredo pede demissão após denúncia de assédio sexual contra funcionária

então secretário de Turismo de Presidente Figueiredo, Alexandre Lins, é suspeito de assédio sexual contra uma funcionária da pasta. Na denúncia feita à polícia, Kamila Fernandes, de 30 anos, afirma que recebia mensagens abusivas no celular. Em uma delas, Lins pedia fotos íntimas da funcionária.

Kamila Fernandes foi exonerada pelo prefeito após denunciar os supostos crimes. Ela afirma que o crime teve início em fevereiro.

Em uma mensagem de WhatsApp, Lins pede para Kamila mandar uma foto no banho “bem sensual”. A então funcionária responde dizendo que Lins deve ter mandado o texto por engano, mas ele insiste e a chama de “índia morena cor de jambo”. A vítima afirma que passou a ser constrangida no trabalho após recusar as propostas de encontros íntimos.

Depois de registrar queixa na polícia, a funcionária recebeu notificação, no dia 2 de outubro, para prestar esclarecimentos na Procuradoria-Geral do município. Ela encaminhou um relatório com todas as denúncias contra o secretário. Quatro dias depois, ela foi exonerada pelo prefeito da cidade, Romeiro Mendonça.

Procurado pela reportagem, Alexandre Lins não retornou as ligações feitas pelo G1.

O prefeito da cidade, Romeiro Mendonça, disse à Rede Amazônica que a demissão de Kamila se baseou em fundamentos técnicos e que ela teria sido exonerada porque faltou demais ao trabalho. Ele não entrou no mérito se houve abuso ou não e ressaltou que o fato ocorreu fora do horário de serviço, por isso, a prefeitura não deve se manifestar ou interferir.

“São dois adultos e esse assunto deve ser resolvido entre eles, mesmo sendo um chefe com um subordinado”, disse.

Do g1

você pode gostar também