-Publi-A-

Prefeito de Urucará usou o nome de laranjas para a prestação de contas e pode perder o mandato diz MP

De acordo com as investigações do Ministério Público Eleitoral junto ao processo nº PCE 0600396-26.2020.6.04.0027, o prefeito reeleito de Urucará Enrico Falabella apresentou às autoridades um relatório irregular, onde se constatou a apresentação de ilicitudes referentes às empresas declaradas para a contratação de bens e serviços durante a campanha eleitoral.

Segundo a promoção do Ministério Público Eleitoral, o majoritário reeleito utilizou e contratou empresas cujos sócios seriam cadastrados em Cadastro Único de Programas Sociais, tais como o “Bolsa Família”, prática totalmente vedada pela legislação eleitoral.

A investigação obteve os resultados mediante o cruzamento de informações realizado pelo sistema SIsConta Eleitoral 2020, ferramenta utilizada para investigar as contas dos candidatos às eleições de 2020.

Tais irregularidades são vedadas pelo art. 25, da Resolução nº 23.463/15, que regula essa questão da prestação de contas, e pelo cometimento de falta grave o que levou a reprovação de suas contas, o prefeito reeleito pode até sofrer processo de responsabilidade, o que lhe faria perder o mandato. Pois o Prefeito de Urucará já responde por vários processos de compra de votos na eleição de 2020 e poderá ser cassado a qualquer momento .

 

Com informações do Portal Manchete

você pode gostar também