“Sofri ameaças de morte”, afirma tenista australiano sobre apostadores

Número 180 do ranking mundial, Sam Groth afirma estar assustado com a situação

O ano de 2016 foi marcado por um grave problema no tênis: a suspeita de manipulação nos resultados de algumas partidas por conta das casas de apostas. Logo em janeiro, a imprensa inglesa denunciou que atletas entre os 50 melhores do ranking mundial estariam envolvidos com manipulações. Neste domingo, Samuel Groth, tenista australiano de 29 anos e número 180 do ranking mundial, afirmou sofrer ameaças de apostadores. Ele, que ganhou convite para disputar o Aberto da Austrália em janeiro do ano que vem, deu uma entrevista para o jornal “The Weekwend Australian” afirmando que foi ameaçado de morte:

– Os abusos que passei foram muitos, ninguém deveria jamais passar por isso. Tive ameaças de morte contra mim, minha família e minha namorada. Eu consigo lidar com isso e até dou risada, mas quando eles chegam à minha família e namorada acho que chegaram longe demais. Já levei isso à ATP e outras pessoas, porque em certos momentos do ano atingiram níveis inaceitáveis. Nós jogamos um esporte e isso é nossa vida – disse o tenista.

Neste fim de ano, Gorth cancelou sua conta de Facebook, e seu empresário está tomando conta de suas redes sociais. O objetivo é que essas mensagens negativas não cheguem ao tenista.

você pode gostar também