Susam anuncia nova chamada de concursados para julho, diz TCE-AM

O certame, cujo resultado foi homologado este ano, classificando 5.754 candidatos. Foto: Divulgação/TCE-AM

Após convocar 1.104 aprovados do concurso público de 2014 no último dia 8 de abril, o secretario de Estado de Saúde, Pedro Elias de Souza, anunciou nesta semana, durante reunião convocada pelo conselheiro-relator das Contas da Susam, Josué Filho, e o procurador de Contas, Carlos Alberto Souza de Almeida, que fará uma nova chamada de aprovados da capital e interior — mais 1.104 — em julho deste ano. O certame, cujo resultado foi homologado este ano, classificando 5.754 candidatos. As informações são do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas.

A reunião com o secretário aconteceu após um protesto feito por 40 aprovados no concurso público, em frente ao TCE-AM na última segunda-feira (25). O grupo exigia a nomeação dos classificados e um cronograma de convocação, segundo informou ao colegiado do TCE-AM, nesta quarta-feira (27), o conselheiro Josué Filho.

Na segunda-feira, o conselheiro Josué Filho e o procurador Carlos Alberto se reuniram com os manifestantes na sede da Escola de Contas e, diante do grupo, ligaram para o secretário de Saúde, solicitando uma posição sobre as convocações e ainda um levantamento a respeito dos nomeados.

Durante a reunião, o secretário informou, nesta terça-feira (26), que na primeira lista foram chamados para tomar posse 379 aprovados para cargos de nível superior, 375 para o nível médio e 350 para o nível fundamental. Em julho, garantiu ele, a Susam deverá chamar mais candidatos dos três níveis, tanto da capital quanto do interior, segundo o TCE-AM.

Ao anunciar o prazo dado pelo secretário da Susam ao colegiado, nesta quarta-feira (27), o conselheiro Josué Filho relembrou a atitude pró-ativa da presidência do TCE-AM, que, recentemente, conseguiu, por meio de reunião mediadora com o mesmo secretário e médicos cardiologistas do Hospital Francisca Mendes, o pagamento de salários atrasados da categoria e a retomada de cirurgias cardíacas naquela unidade de saúde.

“O Tribunal tem agido e se antecipando ao dano, realizando o controle preventivo por meio de todos os conselheiros. Isso é uma conquista do Tribunal de Contas do Amazonas e um avanço na atividade de controle”, salientou.

você pode gostar também