TCE notifica ex-prefeito de Coari Adail Pinheiro a devolver R$ 77 milhões aos cofres do município

O Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) notificou o ex-prefeito de Coari, Adail Pinheiro, a devolver R$ 77 milhões aos cofres públicos do município. A notificação está no Diário Oficial do órgão de terça-feira (15). Adail tem 30 dias para pagar os valores.

A reportagem tenta contato com a defesa de Adail Pinheiro.

A quantia inicial a ser devolvida era de R$ 50 milhões e foi sentenciada após o julgamento que reprovou as contas do ex-prefeito referentes ao ano de 2013. A análise da matéria ocorreu em 2015 e a decisão foi unânime.

Na notificação, o valor a ser devolvido aparece maior que o sentenciado, uma vez que foi atualizado.

Na época, o Ministério Público de Contas e técnicos do TCE apontaram irregularidades nas despesas municipais, como a não justificativa de despesas celebradas sem processo administrativo, com relação a aluguel de imóveis, além da não comprovação de gastos com diárias de servidores, entre outras.

Além daquilo que deve ser devolvido aos cofres municipais de Coari, Adail também deverá pagar R$ 99 mil, em valores já atualizados, ao Estado do Amazonas, por meio da Secretaria de Fazenda (Sefaz).

O ex-prefeito tem 30 dias para quitar o débito e comprovar a situação perante o Tribunal de Contas. A decisão foi assinada pela chefe do Departamento de execução do órgão, Patrícia Lacerda.

A reportagem questionou o TCE sobre a cobrança tardia dos valores, uma vez que a decisão do órgão é de 2015. No entanto, até a publicação da matéria não obtivemos resposta.

Prisão

 

Atualmente, Adail Pinheiro cumpre pena por exploração sexual de crianças e adolescentes. Ele foi condenado a 11 anos de prisão em 2014.

Ele era acusado de favorecimento à prostituição, além de improbidade administrativa. A ação de pedofilia foi resultado de uma denúncia feita pelo Ministério Público em 2009, após investigação feita pela Polícia Federal (PF).

Com informações do g1

você pode gostar também
..