Teatro: premiado como melhor texto e melhor ator no Festival de Teatro da Amazônia, Frei Molambo será exibido pelo YouTube nesta sexta

Nesta sexta-feira (16), o Casa em Cena exibe o espetáculo Frei Molambo, um monólogo escrito na década de 1960 pela paraibana Lourdes Ramalho, uma das mais importantes escritoras nordestinas. A montagem rendeu ao Grupo Raízes do Porto e a Juraci Júnior os prêmios de melhor ator e melhor texto no V Festival de Teatro Amazônia, em Manaus. Este é o terceiro e último espetáculo desta temporada especial do projeto e contará com acessibilidade linguística em Libras.

Escrito há mais de 60 anos, Frei Molambo segue mais atual do que nunca. Na história, um frei andarilho questiona o ser humano e suas ações, seus pecados, valores e valores apontando um mundo perecível. E é em sua própria criança que o personagem encontra esperança em meio a tantos problemas sociais.

Após um longo período fora dos palcos, Juraci Júnior retorna na pele do Frei, num cenário completamente diferente, com o espetáculo gravado e sem platéia física. “Foi uma experiência muito diferente e difícil a de gravar num teatro completamente vazio, sem ver a reação do público e num espaço em que a gente estava acostumado a ver sempre cheio de gente. Fiquei bastante emocionado e acho que é uma experiência nova que todo artista tem vivenciado nessa pandemia, com essa distância necessária do público”, afirma o ator.

Juraci dá vida a um Frei intenso e sensível, que leva o público a vivenciar todas as suas emoções à flor da pele vindas de tantos questionamentos que perpassam a vida da maioria das pessoas em algum momento da vida, como egoísmo, compaixão, corrupção, especialmente num cenário como o que o mundo vive agora com a pandemia do coronavírus.

Frei Molambo estreou em Porto Velho, na Aldeia Guaporé das Artes; foi apresentado no palco do grandioso Teatro Amazonas durante o V Festival de Teatro da Amazônia, onde rendeu os prêmios de melhor ator e texto; em Pernambuco, integrou a programação do importante Festival de Inverno de Garanhuns; e também integrou o Festival de Teatro do Acre.

O Grupo Raízes do Porto tem uma trajetória de quase 20 anos, onde busca sempre buscar manter produções teatrais em temporadas, primando pela qualidade, pesquisa e diversidade das linguagens cênicas. A exibição de Frei Molambo começa a partir das 20h desta sexta, seguido de bate-papo com Suely Rodrigues, diretora do espetáculo, e mediação de Emili Sousa.

O projeto Casa em Cena foi contemplado no edital nº 77/2020/ SEJUCEL-CODEC – 1ª Edição Mary Cyanne do Edital de Chamamento Público de Fomento à Cultura e à Produção Artístico-Cultural para transmissões ao vivo/gravadas – Lei Federal 14.017/2020 (Lei Aldir Blanc).

 

 

 

FICHA TÉCNICA
Frei Molambo – Ora pro Nobis
MONTAGEM: Associação Cultural Raízes do Porto
TEXTO: Lourdes Ramalho
DIREÇÃO: Suely Rodrigues
ELENCO: Juraci Júnior
TRILHA SONORA: Rinaldo Santos. Violino e Rabeca: Alexandre Santana – Percussão: Bira Lourenço
PREPARAÇÃO VOCAL E LATIM: Paulinho Rodrigues
PREPARAÇÃO CORPORAL: Mega Treino Centro de Treinamento
CENÁRIO E ILUMINAÇÃO: Suely Rodrigues
TÉCNICO DE GRAVAÇÃO: Marcelo Trilha
CARACTERIZAÇÃO E OP. DE SOM: Odinaldo Silva
CONTRA-REGRA: Ana Rosa
FIGURINO E ADEREÇOS: Suely Rodrigues
PROGRAMAÇÃO VISUAL: Jorge Damschi
ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO: Folk Produções – Duana F. Lopes e Vanessa Vasconcelos
PRODUÇÃO: Casa do Rio Filmes
REALIZAÇÃO AUDIOVISUAL: Casa do Rio Filmes
Direção: Juraci Júnior
Imagens: Rafael Oliveira e Leandro Marques
Edição: Igor Tchilian
Transmissão Streaming: Conexão Norte

Canais de exibição:
https://www.youtube.com/user/JuraciCamposJr

você pode gostar também