Terremoto atinge província indonésia de Aceh e deixa ao menos 97 mortos

Em entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira (05), na Colômbia, os médicos que cuidam dos brasileiros que sobreviveram ao acidente aéreo envolvendo o avião que transportava a delegação da Chapecoense para a final da Copa Sul-Americana comentaram a situação dos pacientes. 

Quem mais preocupa é o zagueiro Neto, o último sobrevivente a ser encontrado. O médico Edson Stakonsk comentou sobre a situação do atleta.

“É quem mais preocupa. Está sedado, entubado, continua em situação muito crítica, com respiração mecânica e algumas questões pendentes, em cuidado intensivo, com relaxamento muscular. Vamos ver como evolui nas próximas 12 a 24 horas”, afirmou.

Já Alan Ruschel, Follmann e o jornalista Rafael Henzel apresentam melhoras. Apesar de garantir que, por estarem na UTI, os brasileiros correm risco de pegar algum tipo de infecção, a equipe médica comemora que os três “estão quase se sentando, é uma grande evolução”.

Da Reuters

você pode gostar também