Torcedores de Garantido e Caprichoso vão à ALE-AM debater o Festival de Parintins

Torcedores dos bois-bumbás Garantido e Caprichoso se uniram e ficaram lado a lado nas galerias e plenário da Assembleia Legislativa do Amazonas, na manhã desta terça (24), durante sessão que aborda o momento atual do Festival Folclórico de Parintins.

Na semana passada, o governador do Estado, José Melo, anunciou que o poder público não repassaria recursos para ambas as associações folclóricas, frustrando principalmente os dirigentes dos bois.

Após a sessão, os simpatizantes rumaram para a sede do Governo do Estado, no bairro da Compensa, para acompanhar a reunião que os presidentes Adelson Albuquerque, do Garantido, e Joilto Azêdo, do Caprichoso, terão com o governador em tratativa que visa demover José Melo do cancelamento do repasse.

Na plenária, membros das entidades Amigos do Garantido (MAG) e Movimento Marujada (MM) expuseram seus anseios em face do cancelamento do apoio.

“A cultura é um bem que estimula esse povo. Apelamos para que esse cancelamento do repasse não aconteça. Não deixem essa tragédia acontecer. O Festival de Parintins movimenta em torno de R$ 100 milhões em prol do Estado”, comentou o artista Mencius Melo, membro do MAG.

Pelo Movimento Marujada, a representante Rosilene Medeiros disse que “tudo o que o Governo gasta com cultura não é custo, é investimento e volta 10, 20 vezes para o próprio Estado”.

“Simbolicamente estou de preto em defesa maior desse nosso pleito”, explanou Marcos Moura, conhecido como Marcos Boi, representante do Movimento Popular em Defesa da Cultura do Amazonas.

Do Acritica

você pode gostar também