-Publi-A-

Touro Negro apresenta Live “Boi de Rua: Tradição Caprichoso” dia 22 de maio

“É do povo, é da rua, é da ilha, é do mundo”. A proximidade do mês de junho desperta o sentimento mais forte do parintinense, a paixão pelo boi da estrela na testa. Na tradição azul e branca, o caboclo da Francesa e do Palmares prepara as lamparinas para iluminar o terreiro, aquece a lenha para a fogueira, e ergue as bandeiras da cor azul do firmamento. É festa, é toada, é Boi de Rua! A noite do dia 22 de maio (sábado) é o novo encontro entre a nação azul e o Touro Negro de Parintins, na Live “Boi de Rua: Tradição Caprichoso”. O evento contará com transmissão ao vivo, por meio dos canais oficiais do bumbá e pela TV A Crítica, emissora oficial do Festival Folclórico de Parintins.

A organização do evento é coordenada pelo Conselho de Arte, em conjunto com a diretorias do bumbá. O objetivo é apresentar um espetáculo contagiante do início ao fim, com um repertório de toadas antológicas e contemporâneas para ‘recriar’ o trajeto das ruas de Parintins. De acordo com o diretor artístico do Caprichoso, Edwan Oliveira, o evento contará também com produções pré-gravadas para elucidar fatos históricos relacionados a festa do Boi de Rua.

“Desde o momento em que começamos a realizar eventos online, a gente segue uma linha de produção que vem dando certo até aqui, e é muito bem aceita pelos torcedores. Além do show ao vivo, mostramos relatos de nossa própria história. Para este evento, estamos preparando um material muito rico para todos que acompanharem a transmissão”, explica.

Para o presidente do Conselho de Arte, Ericky Nakanome, o Boi de Rua é o momento em que o torcedor abraça o Caprichoso e confirma sua tradição. “Vamos reviver a nossa história e abrandar a nossa saudade. É o momento em que o Caprichoso reúne novamente seu povo, não mais em frente as casas e fogueiras como de costume, mas ainda assim mantém viva essa festa que é patrimônio cultural do povo amazônico”, enfatiza.

De acordo com o presidente do bumbá, Jender Lobato, o Boi de Rua é uma oportunidade de reafirmar a importância do Festival Folclórico de Parintins. “Organizar um evento como este vai muito além de promover o entretenimento, é também exclamar para o mundo inteiro o quanto a nossa arte ainda resiste, o quanto nossa tradição é intensa e viva. Esperamos que muito em breve, quando for totalmente seguro, nós possamos cantar novamente juntos nossa cultura”, ressalta.

*Elenco e cuidados sanitários*

A presença de todos os itens oficiais está confirmada, e a live conta ainda com um elenco especial formado por músicos e dançarinos. Nos bastidores, artistas, figurinistas, maquiadores, assessores, técnicos de áudio e vídeo, formam a base para a transmissão do evento. O vice-presidente do Caprichoso, Karu Karvalho, reforça que todos cuidados sanitários serão tomados para a realização do show. “Estabelecemos um protocolo rigoroso para assegurar que todos atuem sem nenhum risco de infecção pelo novo coronavírus. As máscaras são obrigatórias, assim como o distanciamento social e o uso do álcool em gel 70º. Também decidimos que durante a live vamos atuar com o revezamento entre as equipes de cena, para que não haja nenhum problema com aglomeração”, comenta.

Em todas as lives já produzidas pelo Caprichoso, a Vigilância em Saúde deu parecer favorável para a realização do evento, a partir da verificação do protocolo sanitário adotado pela diretoria azul e branca.

Jender Lobato assegura uma noite inesquecível. “A nação azul e branca pode esperar uma live grandiosidade, com o padrão de excelência que se tornou nossa marca durante as produções virtuais. Eu confio plenamente na minha equipe, e eu sei que teremos uma noite histórico”, enfatiza.

você pode gostar também