Touro Preto de Barreirinha aposta no tripa do Caprichoso para evolução nota 10

A missão de fazer o Touro Preto evoluir e conquistar as notas máximas é do tripa do Boi-Bumbá Caprichoso, Alexandre Azevedo, na disputa do 31º Festival Folclórico de Barreirinha, na noite deste sábado, 26. O artista plástico dança pela primeira vez no boi de Paulo Beltrão da Princesinha do Paraná do Ramos e promete a mesma performance apresentada na arena do Bumbódromo, em Parintins, para a perfeita evolução.

Há três anos sem perder, no item Boi-Bumbá Evolução no Festival Folclórico de Parintins, o tripa aceitou o convite da diretoria do Touro Preto, quando estava no Boi Tira Fama, em Boa Vista do Ramos. “É uma satisfação contribuir com a cultura de Barreirinha. Já dancei em outros festivais em municípios do interior.

Darei meu máximo para o Touro Preto conquistar mais um campeonato. Quase todos os itens que têm no festival de Parintins, têm aqui também”, destaca.

Ao comparar as semelhanças do festival de Barreirinha com o boi de Parintins, Alexandre Azevedo aposta na experiência como tripa para consagrar o boi das cores azul e branco campeão. “Estou aqui, hoje, para defender o Touro Preto. Quando me tornei item oficial do Caprichoso, em Parintins, eu já tinha gabarito de vários festivais como dos bois de Manaus e também da arena do Bumbódromo, como substituto do meu pai, Marquinhos Azevedo”, explica.

você pode gostar também