Tracajá busca abrigo em igreja para fugir de captura e desovar no Parananema

Da Redação | Parintins 24 Horas

[email protected]

Um tracajá só não desovou dentro da Igreja de São Benedito, na comunidade do Parananema, porque as portas estavam fechadas. O quelônio subiu cerca de 100 metros ou até mais em direção ao centro da área da família do saudoso curador popular, Waldir Viana, em busca de um local seguro, no dia 05 de outubro.

Quem testemunhou o fato foi Waldir Martins Viana Filho que publicou a curiosidade nas redes sociais, na noite desta segunda-feira, 07. “Acredite se quiser, mas tenho a impressão que os seres vivos estão clamando a Deus por sobre vivência”, afirma. Ele levanta a hipótese de que o tracajá quis ‘livrar-se de predadores e perpetuar a espécie’.

Waldizinho, como é conhecido, atribui o episódio ao aumento pressão humana sobre a espécie de quelônio. “Só não desovou dentro de igreja, porque as portas estavam fechadas (suposição). Escolheu o local pouco distante da porta de fundo, da igreja de São Benedito.
É lamentável a perseguição e capitura de quelônios e ovos dos mesmos”, diz.

você pode gostar também