TV A CRÍTICA vai transmitir passagem de som dos bumbás no Festival

A transmissão oficial do Festival Folclórico de Parintins na TV A CRÍTICA terá início mais cedo a partir deste ano. Com as mudanças da nova grade de programação da emissora, a exibição do duelo entre Caprichoso e Garantido começa a partir das 20h de sexta-feira (28), primeiro dia da festa.

Além de iniciar mais cedo, com a ampliação da cobertura do Festival, tradicionais momentos que antecedem os espetáculos, como a passagem de som, poderão ser assistidos na tela da TV A Crítica.

Segundo o vice-presidente da Rede Calderaro de Comunicação, Dissica Calderaro, as mudanças na transmissão do Festival foram possibilitadas pela nova fase de independência da emissora.

“Nós sempre entendemos que o Festival de Parintins é mais importante para o amazonense do que outros programas. Este ano a transmissão começa em um horário que o amazonense quer ver. A gente ganha mais tempo e não fica ancorado na exigência de uma adequação de uma grade de São Paulo ou Rio de Janeiro. Nós decidimos a nossa própria grade”, destacou Dissica.

“Nesta edição, teremos a transmissão em canal aberto de um momento que é muito simbólico para o festival e que antes não podíamos devido a disponibilidade limitada de transmissão, que é a passagem de som, com todas as provocações dos bastidores e o aquecimento das torcidas. Este ano veremos o que acontece por trás das câmeras. É uma novidade que todo telespectador vai gostar”, completou.

O Festival de Parintins irá contar com cobertura completa de todos os veículos da Rede Calderaro de Comunicação (RCC), com inserção de flashes ao vivo na programação da TV A CRÍTICA durante todo os dias das apresentações e novidades em tempo real no Portal A CRÍTICA.

“Vai ser, sem dúvidas, a edição do festival mais divulgada da história. Isso é resultado de uma construção que vem há tempo. De 2013 para cá, tudo mudou. Hoje a gente já vê as festas do Garantido e Caprichoso voltarem a ficar lotadas, há uma grande expectativa em torno desta edição do festival, além de um grande investimento por parte das agremiações”, comentou Dissica Calderaro.

Além da transmissão dos veículos da RCC, uma parceria com a TV Cultura irá possibilitar a transmissão do Festival em rede nacional. A TV A CRÍTICA também está em processo de negociação com emissoras de fora do Brasil para a transmissão internacional da grande festa.

Novas tecnologias

Segundo Dissica, a transmissão desta edição do Festival Folclórico de Parintins pela TV A CRÍTICA terá uma grande novidade: a captação da festa com o uso da tecnologia 8K, resolução de tela de ultra-alta definição, sucessora do famoso 4K.

“Teremos pela primeira vez esse acervo já gravado nessa nova tecnologia de imagem e de áudio para a divulgação do Festival em outras plataformas que já utilizam o 8K, como Smart TVs que já vêm com a tecnologia embutida, e poderão utilizar das imagens do Festival inclusive como vitrine para os aparelhos de TV”, pontuou.

Outra nova tecnologia, adquirida na feira internacional de tecnologia ‘NAB’, em Las Vegas, nos Estados Unidos, permite que a transmissão utilize grafismo de última geração, que já está em processo de testes dentro da TV e será lançado na transmissão do Festival.

você pode gostar também