Universidade do Folclore Centro Educacional “Paulinho Faria” programa início de suas atividades com parceria da SEAS

A equipe técnica da Universidade do Folclore Centro Educacional “Paulinho Faria” do boi Garantido começou a montar o cronograma de atividades dos cursos artísticos para atender cerca de 200 crianças na faixa etária de 7 a 17 anos. As aulas teóricas e praticas devem ser oferecidas após a aprovação do projeto de Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Familiares e Comunitários pela Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas).As oficinas são de teclado, violão, cavaquinho, dança, pintura e desenho.

Para tratar sobre a parceria da Secretaria de Estado de Assistência Social com o boi Garantido, o presidente Adelson Albuquerque reuniu na manhã de sábado, 14 de maio, com o representante da Seas em Parintins, o assistente social Wanderley Ribeiro. No encontro que aconteceu na sala da diretoria da Universidade do Folclore participaram ainda a coordenadora pedagógica Doriciana Ribeiro e Assistente social do Garantido Doricy Ribeiro.

De acordo com Wanderley Ribeiro, o projeto elaborado pela equipe técnica da Universidade do Folclore atende todos os requisitos exigidos no edital nº 001/2016-SEAS para receber o repasse de recursos públicos. Wanderley explica que o projeto do Garantido se justifica principalmente pela implementação da rede socioassistencial no âmbito da assistência social. Wanderley afirmou que os recursos poderão ser liberados até o final de junho. “O Garantido está apto para firmar o termo de colaboração em conformidade com as condições do edital no que se refere à organização do serviço, à melhoria da eficiência e ampliação dos serviços ofertados, mediante a transferência de recursos financeiros pelo Fundo Estadual de Assistência Social”, disse.

O projeto de formação de crianças e adolescentes do Centro Educacional “Paulinho Faria” funciona por meio da parceria com a Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas) e Fundo de Promoção Social (FPS), além de programas sociais da Petrobrás, Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescentes (CMDCA) e Conselho Municipal de Assistência Social (CMS).

De acordo com o presidente Adelson Albuquerque, as ações fazem parte da formação cidadã e profissional como parte da filosofia de inclusão social do Garantido, com um quadro profissional de nível superior que é composto por psicólogos, assistentes sociais, pedagogos, equipe de projetos, além de instrutores e arte-educadores. “Com as parcerias importantes como a Seas poderemos desenvolver um trabalho para reativar nossa universidade do folclore”, ressala Adelson.

você pode gostar também