“Vem cá santinha, vem cá vem ver…boi Garantido que já vai morrer…”

Esses e outros versos foram cantados por Maria Monteverde,  filha do fundador do Garantido,  Mestre Lindolfo,  na noite de 17 de Julho,  dia da “matança do boi”.

A festa tradicional acontece todos os anos,  no mesmo dia,  e marca o encerramento das festas do Boi Bumbá Garantido.

Os festejos aconteceram no “Curralzinho da Baixa” e reuniram,  além  da família Monteverde,  inúmeros torcedores do bumbá encarnado.

A festa começou com a apresentação do Garantido Mirim,  com a participação das crianças,  com suas indumentárias de sinhazinha,  porta-estandarte,  cunhã poranga, pajé,  apresentador e batuqueiros.

A seguir teve início  a encenação do Auto do Boi e  saída as ruas da Baixa do São José,  quando o Garantido é  laçado  pelos vaqueiros e levado de volta ao curral,  onde “morre” para voltar somente no próximo ano.

“O Garantido é  o boi da tradição e isso é  nossa força”,  enfatizou a universitaria Renata Alves,  que participa da “matança ” há  três anos.

você pode gostar também