Vendendo flal gourmet, jovem enfrenta preconceito e depressão para atingir seu objetivo

Gilson Almeida | 24 Horas
[email protected]

Parintins (AM) – Em Parintins, Morgana Araújo, de 21 anos, vende flal gourmet no valor de R$ 1,00 e busca através de seu trabalho comprar sua motocicleta para fazer entrega a domicílio. A jovem morava em Manaus e quando ficou desempregada se mudou para Parintins há dois meses para morar com a mãe no bairro de Palmares.

Determinada e mãe solteira de um menino de quatro anos, ela nunca teve vergonha de trabalhar para comprar seus bens. No início do mês de setembro ela teve depressão após ser alvo de preconceito de duas garotas que a humilharam no bairro Francesa por ela estar vendendo flal. Com esse episódio Morgana tentou se suicidar tomando veneno de rato. A jovem manauara ficou internada uma semana no Hospital Padre Colombo até se recuperar.

“Depois que fui humilhada na Francesa eu passei uns dias sem sair para vender porque entrei em estado de depressão profunda e tentei me matar tomando veneno de rato, mas não foi só por isso porque a minha vida sempre foi sofrida e lutei muito. Até me emociono falando disso arrependida porque quando caio sempre eu levanto a poeira e sigo em frente. Não vou mais deixar nada me abalar não, eu sou muito mais do que isso, eu sou forte, tenho dignidade e tenho muito orgulho do meu trabalho”, relatou Morgana chorando.

Decidida a dar volta cima, Morgana voltou a vender flal e publicou nas suas redes sociais sobre seu negócio e um pouco de sua história o que motivou muitas pessoas a fazerem gesto de solidariedade doando dinheiro, oferecendo oportunidade de emprego e um curso de inglês para ela.

você pode gostar também