Vereador sai correndo ao ser questionado por repórter sobre desvio de verba pública

Na última segunda-feira (7/3), a RBS, afiliada da Globo no Rio Grande do Sul, denunciou que um grupo de empresários, produtores culturais e políticos estaria emitindo notas frias para burlar a Lei de Incentivo à Cultura (LIC) do Estado.
De acordo com a emissora, um professor da rede pública, Paulo Schneider, e o vereador Ivan Bacci (PMDB) seriam os responsáveis pelo esquema. O político arranjaria as notas frias que eram utilizadas no desvio de verba pública.

Após o professor e o vereador revelarem o esquema, o repórter que fazia a gravação, Giovani Grizotti, se apresenta e questionou se Schneider fraudava a LIC. “Não, eu não fraudo Lei de Incentivo à Cultura”, afirmou.
Em seguida, Bacci se afasta e, quando o jornalista se aproxima, ele começa a correr. Ao ser parado, Grizotti questiona se ele não acha errado o esquema. “Eu só estava acompanhando, eu não participo disso aí”, alegou.
Fonte: Portal Imprensa
você pode gostar também