Xeque-mate? Não! Haja o que houver: haverá festival, sim!!!

Por Nárnia!

O rei caiu? O jogo acabou? O Festival Folclórico de Parintins perdeu a partida?  A situação de Caprichoso e Garantido que era dificílima ficou, irremediavelmente, dramática com o bloqueio dos recursos junto aos patrocinadores realizado pela Justiça do Trabalho, pondo a Baixa e a Francesa entre a cruz e a espada.

Porém, o evento segue para sua realização com situações definidas na última semana com um fio de esperança e com um a única, forte e irremediável certeza: VAI TER FESTIVAL, SIM! E NÃO será pela caridade de ninguém, não será pela ajuda de nenhum pai ou padrasto de uma criança que sequer foi concebida, e sim, pela garra, pela raça e pelo orgulho do PARINTINENSE que não se curvará e tampouco desistirá de sua tradição: haja o que houver.

ouvido

BLOQUEIO

Por determinação do Juiz do Trabalho de Parintins, Aldemiro Dantas, R$ 1,7 milhão do Boi Caprichoso e R$ 1,2 milhão do Boi Garantido foram bloqueados, juntos aos patrocinadores, para assegurar o pagamento de dívidas trabalhistas oriundas de ações ingressadas por ex funcionários dos bumbás que já vencerão e que ainda vencerão até o final do ano. A ação do magistrado recaí sobre os valores disponíveis em conta e os repasses futuros, agravando os problemas dos presidentes Adelson Albuquerque e Joilto Azêdo.

BLOQUEIO II

A ação não deixa de ser um duro golpe nos bumbás que sofrem a pior crise financeira de toda a história do festival, que iniciou-se em 2015 com a redução do patrocínio do Governo do Estado em menos 20% e chegou ao seu agravante com a saída do governo como patrocinador do evento. Acarretando aos bois um prejuízo de quase R$ 10 milhões ferindo-os de morte, prejudicando diretamente todo o planejamento da Baixa e da Francesa e, de quebra, implodindo o Festival de dentro para fora.

BLOQUEIO III

É bom que não se “demonize” o magistrado que realizou o bloqueio dos recursos notificando, diretamente, por meio de ofícios, os patrocinadores do festival. Segundo informações, os bois supostamente [ênfase], receberam R$ 1 milhão cada um de um “patrocinador político” que não passou pelas suas contas monitoradas pela Vara de Parintins, sendo o valor sacado  por meio de cheques em uma agência do Banco Itaú em Manaus, driblando os eventuais pagamentos programados. Como resposta o magistrado, no intuito de salvaguardar os acordos celebrados pelos bois, foi na jugular: fatal!

ABACAXI

No Boi Garantido, o “abacaxi” das ações trabalhistas são frutos da “herança maldita” recebida pelo atual presidente Adelson Albuquerque que vinha renegociando e repactuando pendências desta natureza, mas, que por conta das circunstâncias e dos cortes de verbas não terá como arcar com suas responsabilidades na efetuação dos pagamentos acertados e programados pela Vara do Trabalho. A bomba armada há anos explodiu em suas mãos e as consequências tendem a ser devastadoras.

ABACAXI II

No Boi Caprichoso, o “abacaxi” não foi recebido, foi plantado e cultivado. Joilto recebeu contratos firmados, vigentes e legais e os transformou em ações trabalhistas ao “dispensar”, sem conversa prévia, os trabalhadores azulados caracterizando, assim, quebra de contrato. O que é de se estranhar é que qualquer calouro do mais fraco cursinho de direito e o gestor mais desprovido de experiência saberiam que tal atitude poderia resultar em sérias dores de cabeça no âmbito trabalhista.

papo

SALADA

É sabido e notório que um bom gestor pensa antes de agir e agi depois de pensar: com parcimônia e, sobretudo, com inteligência. Causas desta importância e natureza que podem causar problemas muito maiores do que a sua origem devem ser estudadas, analisadas, pensadas com o cérebro e nunca com o pancreas e ou com o fígado. O poder requer sabedoria e serenidade, muito mais do que coragem ou até mesmo disposição, o diálogo é o caminho mais curto [e mais barato] entre o problema e a solução.

SALADA II

O atual momento que vive o festival é um excesso de ações mal tomadas, escolhas mal feitas, pessoas erradas no lugar errado, da roubalheira, sim! Não podemos tapar o sol com a peneira, pois muitos entraram nos bois com um patrimônio modesto e hoje estão ricos com mansões na ilha e em Manaus [ incompatíveis com seus ganhos]. É o 10% na compra do ferro feito por um parente que serve de atravessador; é os 30% da iluminação do Bumbódromo; é o aluguel de alegorias e fantasias para os festivais de pequeno e médio porte; são os R$ 120 mil para aliciar jurados, ou seja, é o famoso “ralo”.

PATO

No final de toda essa esculhambação e patifaria que acontece nos bastidores do festival quem de, fato, acaba pagando o pato são os artistas que nessa história são os primeiros a serem conduzidos ao sacrifício. Este ano, muitos postos de trabalhos dentro dos bois foram extintos por questão de redução de custos, contratos foram reduzidos no início e na metade dos mesmos, as condições de trabalho estão péssimas. São eles as verdadeiras vítimas desse ciclo vicioso, corrupto e amador que levou a maior festa do folclore do país ao  colapso coletivo e sistemático.

PATO II

Segundo informações obtidas pela coluna o Clube de Campo Caprichoso foi dado como garantia, ou seja, o patrimônio azulado foi penhorado à justiça do trabalho. O comentário que rola na Gomes de Castro e na “Esquina da Fofoca” é que não há esperança do imóvel ser reavido, correndo o sério  risco de ir à leilão. A situação é preocupante: escolinha fechada, clube de campo penhorado, promessas não cumpridas, dívidas com artistas e trabalhadores que datam dos anos 2014/2015/2016.

seo

– Curumim alesado de Deus, o berimbau virou gaita?

– Virou, meu velho!

– E agora?

– Agora é rezar: seja lá o que o Robério quiser!

– Não seria o que Deus quiser?

– Então!

– Off Line.

orelha

A prefeitura de Parintins chutou o pau da barraca e “chamou” o secretário de cultura Robério Braga ás falas, isso porque o mandatário da ilha, Alexandre da Carbrás, não estaria aguentando o jogo de empuxa e encolhe que o titular da SEC vem realizado com os envolvidos no festival, leia-se prefeitura e os bois Caprichoso e Garantido. A gota d’água foi à súbita proibição dos técnicos da prefeitura e do secretário de cultura do município, Zezinho Faria, de entrarem no Bumbódromo para realizar uma vistoria e tomar conhecimento das condições do local a fim de planejar os trabalhos preparativos para receber brincantes e visitantes. Já não era sem tempo!

É impressionante como surgiram tantos pais para a criança chamada verba federal: Bi, Omar, Melo, [Marcos] Rotta. Mas, o único que lembro que foi de pires nas mãos a Brasília foi o prefeito de Parintins, Alexandre da Carbrás. Não sei quem mais quem está mentindo nessa estória toda: vá pra Nárnia!

rap

* O Boi Garantido foi mais bélico na defesa de seus interesses quanto ao bloqueio de recursos realizado pelo Juiz do Trabalho de Parintins. Adelson, presis rubro, botou a boca no trombone e o seu vice Fábio Cardoso preparou junto ao setor jurídico do boi um mandato de segurança para anular a decisão do magistrado. #SangueNosOlhos;

* Na Francesa a notícia também não foi bem aceita e gerou muita revolta, mas, ao contrário da Baixa, o silêncio presidencial pairou. Do mesmo modo, o setor jurídico do bumbá ensaia a mesma medida que o rival. #Juntos;

* A notícia de que o presidente interino Michel Temer teria dado o aval para a liberação de R$ 4 milhões para o Festival de Parintins através do Ministério do Cultura deu um gás a mais nos ânimos dos presis que já veem como pagar os trabalhadores dos galpões. #SeraVerdadeMesmo;

* No entanto o convênio seria via Governo do Estado e não com os bois, ou seja, o dindin passaria para as mãos do Estado e seria repassado, a parte que lhes cabem, a Caprichoso e Garantido. #TaExplicadoEsseEmpenhoDoSecreta;

* Nesse sentindo, e temendo que o bloqueio do MT os atrapalhem, Tucano Boi de Papa Amarelo revelou ao cretino colunista que os bois usarão uma empresa de iluminação para receber os recursos para o pagamento de seus trabalhadores. O pedido foi feito via telefone do presis azulado Joilto Azêdo para o proprietário da empresa que aceitou mediante o pagamento dos impostos referentes por parte dos bois. #DriblandoOBloqueio;

* A reunião da última quarta-feira entre os realizadores do Festival, Governo do Estado e os demais envolvidos resultaram em mais algumas definições. Como por exemplo o efetivo de 200 policiais (500 a menos do que em 2015), mas, o número foi assegurado de que é o suficiente para salvaguardar os visitantes e brincantes e aceito pelo Ministério Público. #Oxala;

* O som e a iluminação ficarão a cargo da Prefeitura de Parintins, assim como as passagens da Comissão Julgadora que diferentemente de muitos anos serão do Amazonas como contenção de gastos. A hospedagem ficará sob a responsabilidade da Tucunaré Turismo em casas já alugadas pela empresa e já está instalada aguardando às apresentações. #Amem;

* Com os altos preços das passagens áreas a procura pelas passagens fluviais com destino a Parintins para o 51º Festival Folclórico tem sido intensa. O aumento real é de 30% em comparação com o mesmo período de 2015, fato comemorado pela Associação das Agências de Passagens de Transporte Aquaviário do Amazonas (Ageptraam). #DonosDeEmbarcaçõesEmFesta;

* Outro ponto acertado foi o retorno da disputa da terceira e última noite. Há duas semanas, em outra reunião, ficou decidido que somente duas noites seriam disputadas. Agora voltou-se atrás atendendo sugestão do Boi Garantido e aceito [sob revelia] pelo Boi Caprichoso, porém, os itens da última noite não serão todos válidos. O Bloco A (musical): Apresentador, Levantador, Batucada ou Marujada, Amo do Boi, Boi-Bumbá Evolução, Toada [Letra e Música] e Galera serão disputados no dia 26. #MenosMal;

* Bico Doce que estava presente na reunião de quarta-feira, sentado ao fundo do último do lado esquerdo, cantou ao cretino colunista que o presis azulado deixou a reunião não muito bem e deixou como seu representante o sobrinho, fiscal do boi e advogado Márcio Azêdo. #Dejavu;

* O sorteio do Estado onde seriam captados os jurados aconteceu pela primeira vez ao vivo, na TV, no programa Arena dos Bumbás da TV A Crítica e contou com a participação de representantes dos bois e da comissão organizadora do festival. O estado escolhido foi o da Paraíba. #Dejavu2;

Os fiscais de Caprichoso e Garantido, Márcio Azêdo e Antônio Andrade, respectivamente mandaram muito bem em seus vetos. Pelo lado azul foram: MG, PR, SP e BA e pelo lado vermelho foram os estados do ES, RS, RJ e MA. Vale lembrar que a última vez que a Paraíba foi escolhida o Boi Caprichoso perdeu de lavada devido ao jurado que fora professor do rubro amo Tony Medeiros e muito ligado a “Você Sebe Quem” do Festival. #Dejavu3;

* Por falar no “Capiroto Encarnado” em pele, provisoriamente, azulada as últimas informações obtidas pela coluna é que este ano ele não mandou nenhum secretário à caça de jurados ele foi em pele, osso e pessoa. O Boi Garantido já pode ficar em alerta máximo e total com o seu sonhado campeonato e preparar os fudinhos de seu fundador, pois naquele Estado a víbora red possui abertura plena no meio acadêmico, artístico e cultural. #VaiSeraTerDedoDeNovo?;

* Asas Fortes e Brilhantes, o senhor dos galpões e ateliês, cantou ao cretino colunista alguns detalhes do Boi Caprichoso: a primeira noite toda original, utilizando materiais mais orgânicos e naturais como a palha e a juta. Uma das fantasias de vaqueiradas e feita de palha e e o tribão sem nenhuma pena só na juta. #Originalidade;

* As tribos do Boi Caprichoso estão lindas, bem ensaiadas e prontas para um show coreográfico que promete causar na arena do Bumbódromo. Umas das indumentárias de Maria Azêdo, assinadas pelo artista Helerson Maia, será de gavião na cor branca. #Belissima;

* O ritual azul e branco que promete é assinado pelo artista Júnior de Souza que mesmo sem o uso do guindaste, proibido pela minuta assinada entre os presis como complemento do regulamento para este ano, tem tudo para acontecer e encher os olhos do público presente no Bumbódromo. #Expectativa;

* A rubra sinhá, Djidja Cardoso, estreará no festival com garbo e elegância. O seu vestido da primeira noite será dois em um, ou seja, terá transformação e a peça levou 250 metros de tecido. #Luxuosa;

* Umas das indumentárias da porta-estandarte Daniela Tapajós possui um formato estilizado de um grande coração nas cores vermelho e branco celebrando a tradição e o folguedo da Baixa do São José. #EstandeDeArte;

* As alegorias do Boi Garantido foram transportadas para área de concentração na Praça dos Bois, na manhã de ontem, domingo, 19, as estruturas saíram dos galpão principal da Cidade Garantido atravessando a Odowaldo Novo. #Start;

* Pode ser que seja as peças menores e secundárias, mas, muito ainda por fazer e finalizar e com escassez de material não deixa de ser preocupante já que o translado das alegorias está marcado para o próximo dia 23. #Impressão;   l

* O último sábado, 18, foi um dia no qual rolaram vários eventos tanto em Manaus e Parintins. Em Manaus, o Movimento Amigos do Garantido – MAG realizou a sua badalada Feijoada no Centro de Convivência da Aparecida com a participação em peso da turma que gosta de celebrar o Boi Garantido. O Movimento Marujada realizou a segunda edição do Boi de Rua com concentração no largo de São Sebastião movimentando e agitando as tradicionais ruas do Centro a caminho do bairro de Aparecida onde na quadra da escola que leva o seu nome aconteceria o último Bar do Boi, um grande mar de gente vestido de azul despediu-se da capital já pensando no embarque para a ilha. #QuaseNoFimDaTemporada;

*  Um detalhe que chamou a atenção do cretino colunista durante o Boi de Rua foi o corpo a corpo que o pré-candidato à presidência do Caprichoso, Babá Tupimanbá, realizou durante o evento com uma estrutura de dar inveja a muita gente grande e experiente em disputas eleitorais: dois fotógrafos, uma equipe de filmagem, uma assessoria apontando sócios e direções e do alto um dronne capturando as imagens para a campanha dos verás que virá com o termino do festival. #DeFatoAConquista;

* Outro detalhe que não passou despercebido pelo olhar certeiro do cretino colunista foram as conversas ao pé do ouvido com o ex presidente azulado Dodó Carvalho. Os dois eram só risos, abraços, afagos no rosto beijo em um clima de confraternização e amizade deverás latente. #ChamegoBonivo;

* Tudo isso seria natural se não fosse por um pequeníssimo detalhe: Dodó é um dos principais apoiadores e entusiastas do pré-candidato Jender Lobato que estava em Manaus no Boi de Rua que aconteceu por lá onde dominou o evento. #NaoEntendi;

* Jender Lobato iniciou, de forma não oficial e ostensiva, sua pré-campanha nas redes sociais e intensificando reuniões com sócios na capital. Para isso definiu e fechou sua equipe de comunicação com profissionais experientes todos ligados e sócios do Touro Negro que doaram seu tempo e serviço em prol do projeto de administração defendido pelo pré-candidato. #ComeçandoAgora;

* Em Parintins, aconteceu o 2º Arraial da Doce Lembrança com o show do cantor Kenn Pablo e a apresentação especial do Boi-Bumbá Rasgadinho, estiveram presentes ao evento Márcia Baranda, Carmona Oliveira, Frank Freitas e Rosana Gonçalves, esposa do radialista e conselheiro Gil Gonçalves. Na Francesa, saiu o último Boi de Rua levando um pequena multidão acanhada e dispersa, mas, bem animada à frente do trio. Na baixa, rolou mais um super ensaio show da Batucada visando as três noites de apresentação comandado por Marcelo Bilela e equipe e do dirigido por Edwan Oliveira. E no Aninga, no Mundo Rosa, o Boi Boiola fez a festa da irreverência tribal lacradora. #SabadoBabadeira;

*  No domingo, 19, também aconteceram eventos importantes. A carreata do MAG em Manaus levou a galera vermelha em branca a desfilar pelas ruas da capital anunciando a celebração encarnada. No curral Zeca Xibelão, rolou a feijoada do Boi Caprichoso com muita toada na voz do gatesinho Cássio Gonçalves. No afamado Balneário Soraia rolou muita toada boa com uma galera da pesada que movimento o lugar. Na Baixa do São José aconteceu o ensaio fechado da Batucada. #DomingaoDoBoisão;

* O ensaio o primeiro ensaio técnico do Boi Garantido visando à arena do Bumbódromo marcado para noite de ontem, domingo, 19, foi transferido para hoje [segunda, 20] devido a utilização de todo o espaço da Cidade Garantido para o transporte das alegorias encarnadas. #TocaLudimila;

* Hoje, também, partirá de Manaus o Movimento Marujada e Amigos do Garantido com todo o seu arsenal bovino para embarcar na ilha para mais um festival na conta destes guerreiros e guerreiras. #BoaViagem;

* Quer entrar no clima do festival? É só passar pelas ruas Armando Prado e Vicente Reis. Um tapete de bandeirinhas foi colocado pelos moradores que remetem aos velhos e bons tempos em que a cidade se enfeitava para receber seus visitantes. #Lindas;

* As tribos do Boi Caprichoso desde a última quinta-feira, 16, vem ensaiando todo dia na arena do Bumbódromo. A demarcação, alinhamento e os ajustes das coreografias tem sido a tônica dos ensaios que por muitas vezes tem varado à madrugada. As participações e aparições dos itens também tem sido ensaiado neste meio tempo. #Intenso;

* Dois momentos que o cretino colunista pode destacar e a cênica  do pajé com um grupo de senhoras numa pajelança de cura e a coreografia da toada Amarum Chacaruna onde acontece uma pausa, muito parecida com a que ocorreu com a toada Tribulto a Galdino Pataxó em 2005 e a triplicação do movimento realizado na toada Serpentária  em 2015 em três fileiras em forma de ponta de flecha partindo do sentido horário e anti-horário. #Escândalo;

alvo guto aere frase perola pensamento

É só por hoje…

… Por hoje!

Até a próxima…

#SouVitima!

você pode gostar também